Botânica em projetos wellness: uma tendência

A qualidade de vida está em evidência, em razão de diversos motivos. A rotina, com altas cargas de estresse, trabalhos sedentários e demais fatores relacionados está dentre os principais.

Com isso, uma tendência vem ganhando espaço, que são os projetos wellness com presença significativa da botânica. Você já ouviu falar?

Para entender melhor o que é esse projeto e como a botânica atua, acompanhe até o final este conteúdo e confira!

O que são projetos wellness?

Wellness é um conceito que visa ao bem-estar. Em projetos arquitetônicos, significa criar ambientes que favoreçam a qualidade de vida e diminuam os riscos de os ocupantes desenvolverem doenças relacionadas justamente aos hábitos e ao ambiente, como as cardiovasculares.

Assim, os projetos envolvem espaços para meditação, escadas mais atrativas para que as pessoas usem menos os elevadores, espaços de descanso, botânica e outros elementos ambientais que ajudem na promoção e manutenção do bem-estar físico e mental.

Quando o conceito é bem aplicado, o local pode receber certificação well ou fitwell, que certificam o espaço conforme as categorias de bem-estar, como de luz, mente, conforto, fitness e ar.

Importância da botânica para o wellness

Conforme o mesmo raciocínio do tópico anterior, no wellness, a botânica tem significativa importância, pois, por meio da inclusão de diversos tipos de plantas nos ambientes, com a construção de um paisagismo, se torna possível projetar espaços com paisagens agradáveis e que forneçam mais bem-estar às pessoas.

Em espaços externos de descanso ou de lazer, por exemplo, as plantas e árvores contribuem para a regulação do clima. Além disso, em ambientes internos, pode auxiliar na redução de estresse.

Sendo assim, a botânica é uma tendência no desenvolvimento de projetos, tanto comerciais quanto residenciais, pois o uso de plantas é uma das ferramentas disponíveis para atingir os objetivos do wellness.

Como funciona um projeto botânico

Para conseguir aproveitar ao máximo dos elementos botânicos em função da construção de espaços que promovam bem-estar, saber como funciona esse tipo de projeto é importante.

Nesse sentido, é fundamental que o paisagista escolha as plantas certas e especifique o local onde devem ser inseridas, prezando sempre a beleza e a harmonia do espaço.

Para tanto, o projeto deve ser realizado com desenhos representativos, locação de cada espécie com identificação e, ainda, representação em escala do tamanho adulto da planta.

Inclusive, é importante estar atento a esse detalhe, pois, na execução do projeto, na compra das plantas, deve ser observada a idade da espécie, para que o resultado seja o esperado. Afinal, plantas muito jovens podem não entregar o resultado pretendido no projeto, comprometendo o conceito.

Projeto Summer Palace

Aproveitando o conceito trabalhado neste conteúdo, a Plantar Ideais realizou o projeto Summer Palace na Arábia Saudita, com outros escritórios de paisagismos do mundo.

Nesse projeto, foram utilizados diversos elementos botânicos para criar uma fusão entre a natureza tropical com a cultura árabe, desenvolvendo espaços de jardins com plantas em estruturas aéreas e constelação de flores em meio ao deserto de clima árido do local.

Inclusive, o projeto corrobora o que foi mencionado anteriormente sobre como a botânica pode ser uma ótima aliada para a regulação do clima e para a criação de ambientes que fortaleçam o bem-estar.

Portanto, o paisagismo nos projetos wellness é cada vez mais presente, sendo uma peça-chave para a obtenção de resultados que não estão somente preocupados com a estética do ambiente, mas também com a funcionalidade, para a saúde dos ocupantes.

No site da Plantar Ideias, confira mais sobre o projeto e sobre muitos outros já desenvolvidos pelo escritório!

projeto botânico de uma casa